A PAIXÃO 
 DA REGIÃO 


Moro fala na Câmara sobre mensagens divulgadas por site

02 JUL 2019
02 de Julho de 2019
Moro fala em comissão da Câmara sobre diálogos atribuídos a ele e a procuradores da Lava Jato.
As supostas mensagens, segundo o Intercept, indicam que Moro orientou o trabalho da força-tarefa.
O ministro não reconhece a autenticidade dos diálogos e diz que agiu corretamente na operação.
No dia 19 de junho, ele falou sobre o mesmo assunto no Senado. Na ocasião, negou conluio com procuradores.

O ministro voltou a contestar a autenticidade dos diálogos e pediu que o site Intercept divulgue a íntegra do material que diz ter obtido. “Apresentem todas. Se as minhas mensagens não foram alteradas... Não tem nada ali. É um balão vazio, cheio de nada”, afirmou.
Moro afirmou que a divulgação de mensagens atribuídas a ele e a procuradores da Lava Jato é uma "tentativa criminosa de invalidar condenações". "Minha opinião é que alguém com muitos recursos está por trás dessas invasões", disse o ministro. 

Em sua fala inicial, Moro defendeu o trabalho da Lava Jato, disse que nunca agiu de forma ilegal e reiterou que não reconhece a autenticidade das mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil. O ministro disse que o ataque a celulares de autoridades é criminoso e busca prejudicar o resultado das investigações.

Voltar